Simples Nacional, Lucro Presumido, Lucro Real: Qual escolher?

Simples Nacional, Lucro Presumido, Lucro Real: Qual escolher? O número de empreendedores brasileiros é cada vez maior, muitos cidadãos estão começando as suas próprias empresas, empresas de diferentes portes estão sendo abertas cada vez mais no Brasil.

Iniciativas como a criação do MEI, um modelo que incentiva que trabalhadores informais começarem os seus negócios de maneira formal, tem aumentado o número de empreendedores no Brasil.

Porém, como todos já sabem, a abertura de uma empresa é um processo com muita burocracia, e uma das partes desse processo é a escolha do regime tributário.

No artigo de hoje nós vamos falar sobre os regimes tributários, veja qual regime pode ser a melhor escolha para sua empresa.

Simples Nacional, Lucro Presumido ou Lucro Real? Leia os próximos tópicos e tome a sua decisão!

O que é um regime tributário?

Um regime tributário é o conjunto de leis que determina como uma empresa pagará os impostos, considerando o imposto de renda (IRPJ) e a contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL).

O regime tributário da sua empresa vai definir a variação nas alíquotas de imposto e na base de cálculo, ou seja, o regime tributário está diretamente ligado aos impostos que a sua empresa vai pagar.

Leia os próximos tópicos e entenda como funciona cada regime tributário.

Os regimes tributários

Veja a seguir como esses regimes tributários funcionam e escolha a melhor opção para a sua empresa:

  • Simples Nacional

O Simples Nacional é um regime tributário com foco em microempresas e empresas de pequeno porte, a cobrança dos impostos para quem faz parte desse regime tributário é feita por uma guia de recolhimento única, o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). Com isso, esse regime tributário é menos burocrático que os outros e se torna muito atrativo.

Para fazer parte do Simples Nacional as empresas devem ter faturamento anual de até R$ 4.8 milhões de reais. A menor burocracia torna o Simples Nacional o regime tributário mais escolhido.

Porém, existem requisitos para fazer parte dele como o ramo de atividade das empresas e o limite de faturamento e isso limita o número de empresas que podem fazer parte deste regime.

  • Lucro presumido

O Lucro Presumido é um regime tributário bastante utilizado por prestadores de serviços, como médicos, economistas, entre outros profissionais. 

O limite de faturamento para fazer parte desse regime é de R$78 milhões. Essa opção será manifestada com o pagamento da primeira ou única quota do imposto devido correspondente ao primeiro período de apuração de cada ano-calendário.

Na prática, o empreendedor precisa entender que o IRPJ (Imposto de renda para Pessoa Jurídica) e a CSLL (contribuição social sobre o lucro líquido) precisarão ser pagos a cada 3 meses, utilizando a receita do período (o trimestre anterior) como base para realizar o cálculo. 

Para o IRPJ a alíquota é de 15% sobre a parcela de presunção (por isso chama-se lucro presumido). Já para a CSLL, a alíquota fica entre 9% e 32%.

O Lucro Presumido é o segundo regime tributário entre as empresas depois do Simples Nacional.

  • Lucro Real

O Lucro Real regime tributário é escolhido geralmente por empresas de maior porte, sendo pouco utilizado por pequenas e médias empresas.

Ele também é conhecido como o regime tributário padrão, pois tudo que acontecer no seu empreendimento será apurado por meio de lançamentos contábeis, gerando receitas, custos e despesas, que no final de um certo período serão confrontados para gerar um resultado que poderá ser lucro ou prejuízo, que receberá a devida tributação.

Qual a melhor opção?

Utilize as dicas que nós te demos para identificar qual regime tributário é melhor para o seu negócio, lembre-se de considerar o porte da sua empresa e como a tributação será feita.

Para saber como calcular a tributação no Simples Nacional, Lucro Real ou no Lucro Presumido basta clicar em cima do nome do regime tributário, que você será direcionado para uma explicação mais detalhada.

Fonte: Jornal Contábil

Para mais informações clique aqui

COMPARTILHAR

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin
Share on pinterest
Pinterest

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − 4 =